Teve seu início na Índia há mais de 2500 anos, com monges budistas e foi, posteriormente, levada à Tailândia. Lá, se misturou às técnicas medicinais chinesas e sofreu algumas mudanças quando passou a ser feita também no Ocidente. Hoje é, provavelmente, a modalidade de massagem mais usada no mundo. Passou grande parte da história sendo usada por monges budistas como modalidade da medicina tailandesa.

Objetos Ocidentais.A massagem tailandesa é uma combinação de alongamentos e pressões pelas chamadas “linhas de energia” passando a sensação de relaxamento muscular, flexibilidade, leveza. Alguns comparam receber essa massagem como fazer um yôga sem fazer esforço. Entre seus benefícios estão o combate à insônia, combate à menopausa, ameniza o stress, melhora respiração, além de melhorar a postura e diminuir o cansaço mental.

Geralmente, a massagem tailandesa se aplica numa superfície plana, o chão mesmo pode ser usado para deitar o massageado. Tanto quem faz, como quem recebe a massagem pode ficar vestido.

Para fazer a massagem, diferente da maioria das outras massagens, é comum usar, além das mãos, pés, cotovelos e joelhos. A massagem mistura movimentos de yôga, shiatsu (método terapêutico japonês) com ritmo de respiração e movimentos rítmicos. Os movimentos são, geralmente, lentos e suaves e mirando sempre os SEN (canais que, segundo teorias da medicina tailandesa, circula a energia vital do corpo) para equilibrar o e liberar os pontos de pressão do corpo.

Os praticantes da massagem tailandesa dizem existir no corpo humano algo em torno de 72 mil pontos de pressão e entre esses, dez têm uma concentração maior de pressão. Aplicando força sobre nesses pontos, em especial esses dez, o fluxo de energia corporal fluir melhor.

Costumam ter quatro partes básicas na sua aplicação. A primeira para aquecer o corpo para o “manipulador” poder trabalha-lho melhor. A segunda parte serve para alongar a coluna, puxando e empurrando para dentro do massageado as suas pernas. Na terceira parte, ainda alongando a coluna, o massageado fica deitado de bruços, com os joelhos flexionados e tem seus pés e suas mãos puxados para cima pelo massagista. quarta e última parte dessa fase da massagem, serve para aliviar a pressão dos ombros e nas costas. O movimento é, com o pé apoiado no massagista, o massageado tem seus braços puxados para trás.

Massagem Sensual

Como foi dito acima, ao longo dos anos a massagem tailandesa sofreu uma série de mudanças. Uma delas ocorreu quando ela ultrapassou os limites do Oriente e veio para Ocidente. Quando veio para o outro lado do mudo, tomou para si uma carga maior de sensualidade.

Desse modo, a massagem tailandesa também chamada de massagem sensual, é nessa “modalidade” de massagem que o grau de envolvimento, estímulos e intimidade aumentam bastante. Se a maioria das massagens visa o relaxamento, a massagem sensual tailandesa visa, além de relaxar, estimular e excitar o massageado.

É ideal para casais que querem esquentar a relação mas também é encontrada em clínicas. A massagem é feita, geralmente com os dois nus, ou no máximo, com pouca roupa.

A massagem acontece com o intuito de maior contato possível. Não se limita ao toque com as mãos mas necessita do contato de corpo inteiro, tanto de quem aplica a massagem como de quem a recebe. 

Recomenda-se deitar quem vai receber a massagem de bruços, usar cremes, óleos relaxantes e se esfregar, com o corpo todo, na outra pessoa. Procura-se explorar cada pedaço do corpo de quem recebe a massagem. O movimento pode variar de uma pessoa para outra, mas lembra uma cobra rastejando em cima da outra.

É recomendado também que, quanto mais sentidos são estimulados nessa massagem, melhor. Portanto, enfeitar o local da massagem com velas aromáticas ou frutas também faz parte do “ritual” dessa massagem